Scroll Top

Cirrose hepatica – Definição, Sintomas, Tratamento e Prevenção

Cirrose hepatica - Definição, Sintomas, Tratamento e Prevenção

Cirrose hepatica – Definição, Sintomas, Tratamento e Prevenção

 

Cirrose hepatica é uma doença que se instala no fígado como decorrência de processos crônicos e progressivos de inflamação no órgão.

Apesar de ser uma doença relacionada ao consumo abusivo de álcool, existem várias outras causas para esta doença, que é considerada terminal.

 

 

O que causa a cirrose hepatica.

 

A cirrose hepatica é causada pela inflamação crônica do fígado, transformando as células hepáticas em tecido fibroso.

Existem diversas causas para esta doença, entre elas:

  • Hepatite autoimune;
  • Abuso de drogas, toxinas, álcool e medicamentos;
  • Hepatites virais, B e C;
  • Doenças metabólicas;
  • Cirrose criptogênica (sem causa conhecida);
  • Cirrose ou atresia biliar;
  • Distúrbios vasculares como insuficiência cardíaca direita;
  • Insuficiência congênita de ductos intra-hepáticos;
  • Entre outras.

 

 

Diagnóstico da cirrose hepatica.

 

O diagnóstico da cirrose hepatica se dá por meio de biópsia, ou seja, é retirada uma amostra do fígado do paciente, a qual é analisada por especialistas.

Em casos de cirrose avançada, é possível diagnosticar a doença sem a biópsia, realizando-se exames como ecografia, endoscopia digestiva e exames de sangue.

 

 

Sintomas

A cirrose hepatica por si só é uma doença assintomática, podendo não ser descoberta por anos, enquanto se desenvolve.

Os sintomas apresentados se dão pelo funcionamento ineficiente do fígado, quando este já está bastante doente. Neste caso, o paciente pode apresentar:

  • Vômitos;
  • Fezes com sangue;
  • Desnutrição;
  • Sonolência excessiva;
  • Icterícia;
  • Aumento do baço;
  • Inchaço nas pernas;
  • Impotência;
  • Esterilidade;
  • Entre outros.

 

Cirrose Hepatica:transplante hepático é opção de cura.

Dano crônico no fígado devido a diversas causas que levam à fibrose e falência hepática. Google

 

Tratamento

 

A primeira medida a ser tomada quando há o diagnóstico de cirrose é suspender o agente causador, quando este é identificado como o uso indiscriminado de álcool, drogas, toxinas ou medicamentos.

No caso de hepatite viral que se desenvolve para uma cirrose hepatica, a medida é eliminar o vírus do organismo do paciente por meio de tratamento específico com medicamentos.

Contudo, a cirrose avançada é irreversível, devendo o paciente fazer acompanhamento periódico da doença para evitar que esta se agrave.

Cura

A única possibilidade de cura para a cirrose hepatica é o transplante de fígado, medida que se mostra bastante eficaz, tendo uma taxa de sobrevida superior a 90% dos casos de transplantados.

Atualmente existem cerca de 8.000 pacientes na fila de espera para realizar transplante de fígado no Brasil, estimando-se que cerca de 50% destes pacientes tenham essa necessidade devido à evolução das hepatites virais B e C.

Além disso, de acordo com o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Hepatologia, 75% dos casos de problemas de fígado são decorrentes das hepatites.

O Hospital Albert Einstein, localizado em São Paulo, foi considerado o maior transplantador de fígado do mundo no ano de 2010, tendo realizado 198 transplantes no mesmo ano.

Prevenção

Para prevenir a cirrose hepatica é necessário ter em dia a vacinação contra a hepatite B… Além de manter todas as medidas preventivas contra a hepatite A, hepatite B e hepatite C.

Quando já há o contágio por alguma das hepatites, é necessário realizar o tratamento adequado, respeitando-se as restrições indicadas pelo médico especialista.

Para pessoas saudáveis, recomenda-se o uso controlado ou abstenção de álcool, uso de medicamentos somente com indicação médica e não consumir drogas.

 

Links interessantes:

Detalhes científicos da Cirrose Hepática

Complicações da infecções bacterianas em portadores da Cirrose Hepática

                                                              

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Erika Renata disse:

    Maravilhoso post!
    O video é muito interessante!

    Parabéns!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.