Scroll Top

Dermatite Seborreica (caspa) – causas-sintomas-tratamento

Dermatite Seborreica (caspa) - causas-sintomas-tratamento

Dermatite Seborreica (caspa) – causas-sintomas-tratamento

 

A dermatite seborreica pode ser chamada de eczema seborreico, sebopsoríase ou ainda seborreia.

Trata-se de uma doença bastante comum e não tem consequências graves.

É um problema crônico que aparece nas regiões da pele que têm um grande número de glândulas sebáceas.

Quando relacionada ao fator saúde, a dermatite seborreica não prejudica muito a vida de quem a tem, porém o incômodo é constante: coça bastante.

Além disso, quando as lesões aparecem no rosto, podem se transformar em um constrangimento social para o paciente.

As lesões são chamadas de rash, que se traduzem em placas avermelhadas as quais coçam e podem descamar; geralmente elas afetam as partes do corpo com mais oleosidade por exemplo o couro cabeludo, a face, o peitoral, as costas e as orelhas.

Quando seborreia atinge o couro cabeludo, o resultado vem na forma da famigerada caspa.

A caspa pode se apresentar como uma fina descamação ate a formação de crostas que grudam no couro cabeludo.

Apesar de ter uma aparência estranha, esse mal não é contagioso e tampouco sinal de má higiene pessoal.

Cerca de 20% da população mundial desenvolverá a dermatite seborreica, porém apenas 3% desse número se referem à lesões clinicamente sérias.

Os homens são mais afetados que as mulheres, e tem dois picos de incidência: depois da puberdade e durante o primeiro ano de vida.

Depois que as lesões aparecem uma vez, tornam-se crônicas, ou seja: podem sumir por algum tempo, mas sempre acabam voltando.

É comum que as crises aconteçam mais no inverno e em situações de cansaço ou fadiga emocional.

A maior atividade das glândulas que produzem o sebo acontece sob a coordenação dos hormônios androgênios, e por isso é mais provável que os sintomas apareçam depois da puberdade, enquanto que nos bebês esse hormônio vem da mãe.

As manifestações da dermatite seborreica costumam atingir mais o couro cabeludo e quando não, as regiões da face – em volta do nariz, supercílios e bochechas -, axilas e, nos casos mais graves, grandes extensões de pele.

 

Causas da dermatite seborreica

 

O que provoca realmente a doença é um dado desconhecido, mas sabe-se que a oleosidade excessiva e o fungo Pityrosporum ovale, que reside na pele com problemas, estão intimamente envolvidos.

Além disso, as causas mais prováveis para desenvolver a dermatite são a genética, o excesso de determinados hormônios, imunidade baixa, adolescentes no período pós-puberdade e baixa umidade no ar.

Outras doenças de pele podem acabar desencadeando mais esta, e a hipervitaminose de A ou hipervitaminose de B2, B6 ou H também são fatores de risco.

Como disse anteriormente, não se sabe exatamente qual é o motivo para uma pessoa apresentar a dermatite seborreica, porém sabe-se que ela não é propriamente uma doença das glândulas sebáceas, e os pacientes não necessariamente apresentam um aumento na produção de sebo.

Mesmo assim, pelo fato de a doença preferir pessoas que tenham mais glândulas sebáceas na pele, acredita-se que elas tenham algum papel importante na história.

O que os especialistas mais aceitam atualmente é de que a oleosidade desempenha uma função que deixa a dermatite chegar e se instalar, possivelmente através da construção de um ambiente completamente favorável à colônia de fungos que têm aquele nome difícil Pityrosporum ovale.

Também é conhecido como Malassezia, e se alimenta de restos de pele morta e gosta dos locais que têm mais sebo.

Embora não haja evidência comprovada que ele seja o responsável pela doença, o fungo faz parte da flora residente na pele, e os pacientes que carregam a doença não necessariamente apresentam uma comunidade maior de fungos, mesmo nos casos mais graves.

O sistema imunológico de uma pessoa também influencia no desenvolvimento ou não da doença.

A forma como este indivíduo lida com a presença do fungo na pele parece ser a origem da inflamação e dos sintomas; a partir disso o Malassezia pode ser irritante para pessoas geneticamente predispostas, explicando a ocorrência em apenas um percentual simbólico nas pessoas que carregam esse fungo.

Não se trata de uma doença contagiosa justamente pelo fato de que todas as pessoas têm esse fungo residindo na pele.

A diferença está na forma com que o sistema imunológico de cada um lida com a presença dele.

Então você pode até encostar na lesão de alguém, mas não vai pegar a doença.

Algumas atitudes cotidianas podem agravar o problema da dermatite seborreica, então fique atento para evitar a seguinte lista:

  • tempo insuficiente de sono,
  • fadiga,
  • acúmulo de estresse,
  • mudanças bruscas no clima,
  • lavar os locais afetados muitas vezes e com água muito quente,
  • doenças neurológicas.

As mudanças bruscas no clima não é possível prever, mas ande sempre prevenido.

Já no caso da água quente, é interessante evitar porque ela estimula a produção de sebo  das glândulas.

 

Dermatite Seborreica (caspa) - causas-sintomas-tratamento

Dermatite Seborreica (caspa) – causas-sintomas-tratamento

 

 

Sinais e Sintomas

Os sintomas principais da seborreia são:

  • vermelhidão,
  • oleosidade,
  • prurido (coceira),
  • inflamação,
  • presença de placas ásperas
  • crosta marrom.

Se o tratamento for feito com sabedoria, entre 2 a 4 semanas os sintomas costumam sumir.

É possível que as lesões no couro cabeludo se espalhem e ultrapassem os limites do cabelo, tornando-se visíveis.

Aparecem crostas e placas elevadas cor salmão que podem descamar na cor amarela ou prateada.

Pode acontecer a queda de cabelo também, que rapidamente irá regredir com o tratamento certo.

Quando a dermatite atinge a região dos olhos, é possível que desencadeie blefarite e terçol, enquanto que nas orelhas, é possível acontecer a formação de cerume.

Na parte do tronco, quando a doença o atinge, geralmente as lesões costumam se mostrar arredondadas ou parecendo mapas e os homens que têm mais pelo no peito podem ser atingidos mais facilmente.

 

Tratamento

 

Não existe cura, mas a doença pode ser controlada sem incômodos maiores ao paciente.

Nos casos mais leves, usar xampu anticaspa quando a seborreia atinge o couro cabeludo pode ser o único tratamento, mas é bom consultar um dermatologista para que ele recomende a marca e se haverá algum tratamento alternativo.

Para as demais lesões, geralmente usa-se creme com corticoides e antifúngicos, além é claro das pomadas especiais.

É bom evitar alimentos muito gordurosos e bebidas alcoólicas, além dos banhos muito quentes.

Existe uma ótima alternativa natural para tratamento.

Embora possua conteúdo em língua espanhola, tradução hoje não é mais um problema na internet.

Esse conteúdo indica método eficaz para para eliminar a caspa em 60 dias e de forma natural e sem uso de remédios ou shampoos.

Nem vou falar que é uma fórmula incrível, porque você vai saber, cedo ou tarde, depois que começar a aplicar.

Caso queira conferir para ver o quanto poderá ser útil para você é só seguir esse link.

 

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.