Scroll Top

Doenças da primavera (Catapora e Caxumba)

Com o final do inverno e o início da primavera aparece uma série de doenças chamadas de doenças da primavera porque ocorrem com maior incidência neste período. As doenças da primavera mais frequentes são a caxumba e a catapora. Saiba sobre elas.

Embora seja bem comum na infância, a caxumba e a catapora podem aparecer na fase adulta também. Nos meses de setembro a dezembro aumenta a incidência dessas doenças em nosso meio e elas são doenças altamente contagiosas, mas que graças as vacinas que as crianças tomam a partir do seu primeiro ano de vida, elas podem ser prevenidas facilmente.

Tanto a caxumba como a catapora (varicela) pode aparecer no ano inteiro, porém é mais comum a incidência de casos na primavera, que é quando as doenças respiratória são transmitidas com mais frequência, principalmente em ambientes fechados.

De acordo com médicos infectologistas, as crianças são mais suscetíveis a essas infecções, já que possuem um sistema imunológico mais imaturo, além de estarem mais expostas.

Doenças da primavera (Catapora e Caxumba)

Doenças da primavera (Catapora e Caxumba)

Entenda as doenças da primavera:

– Caxumba: uma doença viral que é transmissível de uma pessoa para outra por vias aéreas. Ela se caracteriza por inflamação das glândulas salivares parótidas, que estão localizadas na região anterior às orelhas e provoca inchaço um tanto doloroso na região e pode acontecer dos dois lados.

Embora possa parecer simples, a caxumba pode apresentar complicações como encefalite viral e inflamação dos testículos (pode ocorrer infertilidade). Essa é uma doença viral e não existe um tratamento especifico, mas com a indicação de medicações, os sintomas são aliviados, além de o paciente ter que fazer repouso para evitar complicações.

– Catapora: doença altamente contagiosa, normalmente é benigna e é transmitida pelo vírus Varicela Zoster. A catapora é transmitida de pessoa a pessoa através de contato direto com as lesões ou por secreções que são eliminadas por vias respiratórias, como tosses e espirros. Durante a gestação, no caso da gestante não estar imunizada, pode ocorrer a transmissão pela placenta.

Seus sintomas são febre, mal-estar geral e dores pelo corpo, seguidos de lesões cutâneas que começa com bolinhas avermelhadas e que logo adquirem líquido (bolha) e em um dia ou dois dias estouram, formando feridas cobertas por crostas até que sequem e caiam.

A vacinação contra essa doença já faz parte do calendário do SUS e a esperança é de que diminua o número de casos. Normalmente as lesões começam no couro cabeludo e vão para o tronco e membros, atingindo mucosas, oral e regiões genitais. Essas lesões têm diversas fases: vesículas, crostas e depois pústulas.

É preciso ter muito cuidado com a catapora, pois ela pode evoluir de forma grave, principalmente em pessoas imunossuprimidos (com sistema imune de baixa atividade), adquirindo a forma hemorrágica de forma a atingir o sistema nervoso central e os pulmões. Sem contar no risco de infecção de pelo, no caso do paciente coçar as feridas.

Como prevenir a caxumba e a catapora?

A melhor maneira de prevenir as doenças da primavera é a vacinação, pois bebês com 12 a 15 meses de idade devem ser imunizados, assim como os adolescentes que precisam receber a tríplice viral (proteção contra Sarampo, Caxumba e Rubéola) com duas doses no intervalo de 30 dias entre cada uma. Quem vai viajar precisa receber a dose também, caso vá para lugares onde há surtos da doença, por exemplo.

Entre os cuidados mais importantes contra essas doenças da primavera está: evitar o contato respiratório com pessoas que estão contaminadas e sempre lavar as mãos e usar álcool gel assim que entrar em contato com os doentes.

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.