Scroll Top

Pâncreas – importância na digestão e suas principais doenças

Principais Doenças no pâncreas

Principais Doenças no pâncreas

 

Antes de falar das principais doenças no pâncreas vamos a alguns detalhes para uma maior compreensão da importância desta glândula.

O pâncreas é uma glândula de aproximadamente quinze  centímetros de comprimento, que faz parte do sistema digestivo dos seres humanos.

Divide-se em cabeça, corpo e cauda.

É um órgão que produz enzimas, proteínas que aumentam a rapidez das transformações químicas.

Ele é tanto exócrino quanto endócrino.

Pâncreas Exócrino: tem a função de produzir sucos digestivos e enzimas que ajudam a partiras proteínas, os açúcares e as gorduras em pedaços menores, para que essas possam se direcionar ao intestino, auxiliando na digestão dos alimentos e no metabolismo dos nutrientes.

Pâncreas Endócrino: tem uma função importante na produção de hormônios,entre esses a insulina e glucagon. Eles ajudam o organismo utilizar os açúcares.

A insulina ajuda o corpo a absorver a glicose presente no sangue, diminuindo os níveis de açúcar e permitindo que as células usem a glicose na produção de energia.

 

 

Qual a importância do pâncreas na digestão

 

O Pâncreas é uma glândula que coloca seu conteúdo enzimático no duodeno, colaborando com a digestão alimentar.

Também esconde no sangue importantes hormônios que participam do metabolismo dos carboidratos.

O pâncreas produz enzimas…

…Estas são de grande importância no processo da digestão dos alimentos, pois os quebram em partículas bem pequenas para facilitar sua absorção através organismo.

As enzimas são produzidas por pequenas glândulas no pâncreas, logo em seguida, elas circulam pelo órgão dentro da primeira parte do intestino.

Os sucos digestivos produzidos no pâncreas não são ativos até que tenham alcançado o intestino.

A principal enzima produzida pelo pâncreas é a amilase.

Essa enzima é importante na digestão dos carboidratos e tripsina (enzima que catalisa a degradação de proteínas), que digere a proteína e a lipase, que digere a gordura.

A glicose é um substancia também produzida pelo pâncreas.

Ela consiste na fonte de energia do organismo.

Seu nível é controlado pela insulina, que também é produzida no pâncreas.

Se o esse órgão não trabalhar de forma adequada e não produzir insulina do modo como deveria, surge então a diabetes.

 

Principais Doenças no pâncreas

Principais Doenças no pâncreas

 

 

Localização do pâncreas

 

O pâncreas se localiza no meio do abdômen…

…Fica rodeado pelo estômago, fígado, baço, vesícula biliar e intestino delgado.

A extremidade direita do pâncreas é grande e chamada de cabeça.

A partir da cabeça, o órgão afina em direção a esquerda.

As secções localizadas no meio do pâncreas são chamadas de garganta e corpo, enquanto a parte mais estreita do lado esquerdo é chamada de cauda.

A parte do pâncreas chamada processo uncinado inclina-se em direção à parte traseira da cabeça e fica debaixo do corpo.

 

 

1 – Doenças no pâncreas – Dor no Pâncreas

A dor no pâncreas normalmente é associada à pancreatite aguda.

Essa doença na maioria das vezes é causada por um pâncreas alargado.

É difícil identificar a dor no pâncreas e na maioria das vezes as pessoas acham que é uma questão de dor no estômago.

Existem vários sinais de dor no pâncreas, por exemplo, icterícia, prurido cutâneo e perda de peso sem explicação.

Caso sofra com esses sintomas é recomendado que se procure imediatamente um profissional(Gastroenterologista).

 

2 – Doenças no pâncreas – Pancreatite

A pancreatite é a inflamação do pâncreas.

É diagnosticada de duas formas: a pancreatite aguda e a crônica.

Em casos muito graves essa doença é capaz de trazer grandes complicações a um indivíduo.

 

3 – Doenças no pâncreas – Pancreatite aguda

A pancreatite aguda pode surgir de repente e desaparecer em poucos dias de tratamento.

Essa doença muitas das vezes é causada por cálculos biliares.

Um de seus principais sintomas é a dor no pâncreas, muitas vezes confundida por uma dor de estômago.

Ela começa com uma pequena dor que logo aumenta até se tornar uma dor constante.

Esta dor no pâncreas é sentida na parte superior do abdômen e irradia em direção a parte traseira.

 

Outros sintomas: náuseas, vômitos e diarreia.

O tratamento geralmente inclui um internamento de poucos dias, no qual são administrados fluidos antibióticos e analgésicos.

Caso a pancreatite aguda seja causada por cálculos biliares, os médicos podem até mesmo recomendar a remoção da vesícula biliar.

 

4 – Doenças no pâncreas – Pancreatite crônica

A pancreatite crônica é no geral causada pelo consumo abusivo de álcool.

Existem também outras causas dessa doença, como, fibrose cística, níveis elevados de cálcio ou de gordura no sangue, também pode ser provocada por desordens autoimunes.

Os sintomas incluem náuseas, vômitos, perda de peso e fezes oleosas.

O tratamento da pancreatite crônica pode incluir uma dieta especial.

Para que nenhum imprevisto aconteça é importante lembrar-se de não fumar durante esse processo.

Quando tratada não cicatrizada tende a piorar com o tempo, podendo causar vários danos permanentes.

 

5 – Doenças no pâncreas – Cancro do pâncreas

 

Principais Doenças no pâncreas

Principais Doenças no pâncreas

 

O cancro um tumor que afeta o pâncreas.

Devido à localização profunda do pâncreas no abdômen, os tumores podem não ser sentidos pelo toque.

Normalmente, não há sintomas até o cancro crescer e chegar um estado onde pode interferir no funcionamento de outros órgãos.

O cancro do pâncreas geralmente começa nas células que produzem sucos pancreáticos ou nas células que revestem os ductos.

Em raras ocasiões, começa nas células que produzem hormonas (substâncias químicas produzidas por glândulas que, ao entrarem na circulação sanguínea estimulam e regulam os processos vitais do organismo).

Sintomas como, dor abdominal nas costas e pescoço, perda de peso, fadiga, pele e olhos amarelados depressão e coágulos sanguíneos podem ser os sinais de que a pancreatite aguda lhe afetou.

Coágulos sanguíneos,aumento da vesícula Biliar e problemas digestivos são problemas que podem ser causados pelo cancro no pâncreas.

Não é nada fácil diagnosticar este problema, pois os médicos normalmente realizam exames físicos, exames de sangue, de imagem e biópsias.

Os tratamentos podem incluir cirurgia, radioterapia, quimioterapia e terapias-alvo onde o seu principal objetivo é atacar células cancerosas sem danificar as células sadias.

Diabetes e pancreatite crônica e o tabagismo podem aumentar ainda mais os riscos causados pelo cancro no pâncreas.

 

Principais Doenças no pâncreas

Principais Doenças no pâncreas

 

O que causa diabetes tipo 1?

 

A causa da diabetes tipo 1 é o fato de que o pâncreas não consegue mais produzir insulina em quantidade suficiente, devido a um ataque do sistema imune às próprias células que produzem o hormônio.

A insulina é uma molécula que tem o papel de ajudar o açúcar a entrar nas células que precisam de energia.

O pâncreas é o órgão que tem o dever de produzir insulina que essa substancia é produzida pelas células beta.

No caso da diabetes tipo 1 o sistema de defesa do corpo humano ataca as células beta detectando-as como invasoras do organismo e em seguida as destrói.

Com as células beta destruídas, o pâncreas não é capaz produzir insulina em quantidade suficiente.

Sem insulina, o açúcar do sangue não alimenta as células e se acumula na corrente sanguínea, causando a diabetes.

 

 

Transplante de pâncreas

 

O transplante de pâncreas é indicado para diabéticos tipo 1 que apresentam complicações graves como insuficiência renal, onde os rins não são mais capazes de filtrar os resíduos do sangue.

Geralmente o transplante do pâncreas é feito ao mesmo tempo em que é feito o transplante dos rins.

Não é comum que esse procedimento aconteça, apenas quando a doença afeta outros órgãos vitais, como o coração ou fígado,o médico pode decidir transplantar também um desses órgãos, ou seja,o transplante de pâncreas geralmente é realizado justamente com o transplante de rins, mas existem casos de urgência onde o pâncreas é transplantado individualmente, ou seja, sem o transplante de outros órgãos.

Esse tipo de transplante só ocorre quando as crises de hipoglicemia colocam a vida do paciente em risco.

Após a cirurgia, o paciente precisa ficar hospitalizado durante duas a três semanas para prevenir casos de infecção, hemorragia e rejeição do órgão transplantado.

 

Pode ocorrer rejeição…

Para que o organismo não veja o novo pâncreas de modo que pareça uma ameaça e tente rejeitá-loo indivíduo deve tomar imunossupressores logo após o transplante e por toda a vida, pois com o passar dos anos poderá ocorrer rejeição desse e causar grandes danos à saúde do individuo.

É comum surgirem efeitos colaterais desse medicamento como enjoos, mal-estar e aumento do risco de infecções.

O transplante de pâncreas poderá curar a diabetes tipo 1, pois o pâncreas transplantado produzirá insulina normalmente, fazendo com que o indivíduo não necessite mais de injeções de insulina.

Como evitar doenças do pâncreas

Fumar é um dos principais fatores de risco para o surgimento do câncer de pâncreas.

Quem faz uso do cigarro e de seus derivados, têm três vezes mais chances de desenvolver essa doença.

Essa doença também está associada a outros fatores como o consumo excessivo de gordura, de carnes e de bebidas alcoólicas,

Não fumar, evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, além de fazer o uso de uma dieta balanceada, rica em frutas e vegetais… São medidas válidas para prevenir o câncer de pâncreas, além de outras doenças.

Devemos estar atentos aos sintomas, já que quanto mais cedo for o diagnóstico mais fácil será o tratamento de uma doença que pode nos trazer consequências gravíssimas.

Mas, o primeiro passo para que isso aconteça é a conscientização de que nosso corpo precisa de cuidados e que nós somos responsáveis por esse cuidado.

Lembrando de que cuidar do corpo é prepará-lo para viver mais.

 

 

 

 

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.