Scroll Top

Doenças Respiratórias Em Consequência Do Inverno

Doenças Respiratórias Em Consequência Do Inverno

Doenças Respiratórias Em Consequência Do Inverno

 

O inverno chegou e com ele as doenças respiratórias. Mas quais são as temidas doenças de inverno? Conheça cada uma.

As doenças de inverno atingem as vias respiratórias superiores (nariz), ouvidos, garganta e os pulmões.

Embora deixe a pessoa até acamada, em alguns casos, elas não possuem gravidade, se tratada adequadamente.

Porém, se complicada pode até levar a pessoa a óbito.

Por isso é fundamental que as pessoas conheçam quais são, suas diferenças e sintomas.

 

Das doenças respiratórias, no geral os tratamentos emergenciais são para os casos de secreções amareladas ou bem espessas, dores fortes de cabeça ou no peito, febre alta e dificuldades respiratórias.

Elas são: asma, sinusite, rinite, bronquite, pneumonia, gripe, alergia, faringite, laringite e meningite.

Conheça algumas:

 

Doenças Respiratórias Em Consequência Do Inverno

Doenças Respiratórias Em Consequência Do Inverno

 

 

Conheça Algumas das Doenças Respiratórias

 

Meningite viral

Ela é uma inflamação das leptomeninges, ou seja, das membranas que recobrem a medula espinhal e o cérebro. São diversas as causas, porém sempre é gravíssima, exigindo acompanhamento médico constante.

  • Sintomas: febre alta, náuseas, pescoço enrijecido e dores de cabeça;
  • Causas: vírus ou bactérias, principalmente em decorrência de uma gripe mal curada, mas raramente pode ser provocada por fungos ou parasitas;
  • Consequências: sequelas cerebrais e até mesmo a morte;
  • Prevenção: tratar a gripe com atenção as infecções respiratórias e de garganta;
  • Tratamento: internação e antibióticos.

 

Pneumonia

É uma infecção aguda que atinge pulmões inteiros ou partes. Algumas variedades da doença requer internação.

  • Sintomas: tosse com escarro, febre alta, dor no tórax, suor, calafrios e palidez.
  • Causas: consequência de uma infecção das vias respiratórias como, bronquite, gripe, resfriados e outros. Ela é causada por vírus ou bactérias.
  • Consequência: cistos com ar nos pulmões, abscessos de pus e derrame pleural, ou seja, um acúmulo de pus no espaço envolvendo os pulmões. Pode levar o paciente à morte.
  • Prevenção: tratar com atenção as doenças respiratórias, não fumar, evitar ambientes fechados e fazer repouso em caso de gripe ou bronquite forte.
  • Tratamento: será descrito pelo médico e poderá incluir antibiótico e hospitalização.

Bronquite

Inflamação dos brônquios, impedindo o ar de chegar aos pulmões.

  • Sintomas: tosse seca e com chiado e catarro. Em casos graves, tosse com escarros, fadiga, mal-estar geral, dor atrás do osso do peito e febre;
  • Causas: alergias, infecções respiratórias, irritações por fumaça ou cigarro ou agentes ambientais, como a neblina;
  • Consequência: poderá progredir para pneumonia;
  • Prevenção: ficar longe de fumaça de cigarro e ambientes poluídos;
  • Tratamento: depende da causa da bronquite, mas em geral, inalação e em casos graves, antibióticos.

 

Alergia

Resposta imunológica exagerada, no geral, é genética.

  • Sintomas: tosse, coriza e coceira na garanta, olhos, nariz e pele;
  • Causas: alimentos, pelos ou penas de animais, tecidos, mofo, poeira, pólen, entre outros;
  • Prevenção: é fundamental descobrir a fonte causadora, depois, se manter longe do agente causador;
  • Tratamento: remédios antialérgicos, vacinas e cortisona.

Gripe

Doença contagiosa que é causada pelo vírus Influenza. Não possui remédio para cura, apenas para alívio dos sintomas.

  • Sintomas: dores musculares, febre alta, inflamação dos olhos e dores de cabeça;
  • Causas: vírus Influenza transmitido pelo ar, por meio de gotículas de saliva;
  • Consequências: pode ser grave para idosos ou pessoas com doenças crônicas, levando a evolução de uma pneumonia e meningite, além de infecções respiratórias muito graves, podendo até levar à morte;
  • Tratamento: inclui repouso, remédios para aliviar os sintomas e uma boa alimentação.

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.