Scroll Top

Hemofilia – Você Sabe O que é? Conhece seus Sintomas?

Hemofilia - Você Sabe O que é? Conhece seus Sintomas?

Hemofilia – Você Sabe O que é? Conhece seus Sintomas?

 

 

Todo mundo fala bastante da hemofilia na mídia, mas ninguém comenta sobre ela mais a fundo.

Vamos começar pela origem etimológica da palavra “hemofilia”.

A palavra vem do grego e significa “amigo do sangue” ou “gostar de sangue”.

Quem vê pensa que os hemofílicos são vampiros em potencial, mas não se trata disso.

Imagine que você tropece, caia e machuque o joelho.

Na hora a lesão começará a sangrar e automaticamente você leva um pano limpo ou a própria mão para pressionar o local.

Depois de um tempo o sangramento para e a lesão fica com uma coloração bem vermelha, e se você encosta as mãos ali, elas vão se sujar de sangue.

A lesão para de sangrar por causa do processo de coagulação, que funciona a partir das proteínas responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento de todos os tecidos do corpo que começam a agir para estancar o sangramento.

Quem tem hemofilia, ao contrário do que a origem etimológica indica, simplesmente não tem esse grupo de proteínas.

Logo, sangram bem mais do que o normal.

A coagulação não acontece, digamos assim.

 

Não são só as proteínas as responsáveis pela coagulação, mas também uma série de outros fatores, que agem numa sequência determinada.

No final desse ciclo o sangue é estancado.

Nos hemofílicos algum desses fatores é deficiente e a coagulação não acontece e portanto, o sangue continuar a ser expelido.

No cotidiano, a hemofilia pode representar um incômodo na hora de se machucar com utensílio de cozinha ou machucar-se enquanto brinca com os filhos.

Porém, se uma pessoa hemofílica sofre um acidente mais grave, como automobilístico por exemplo, o quadro pode piorar em instantes.

 

 

 

Sintomas da Hemofilia

 

Um paciente desavisado sofre com sangramentos tanto internos quanto externos, mas o primeiro é mais recorrente.

Os músculos são as regiões que mais sofrem na parte interna do corpo.

Por fora, as lesões ficam visíveis como machucados perfurantes ou então aparecendo manchas roxas pela pele.

As mucosas do nariz, boca, e até mesmo genitais também podem sangrar com mais facilidade.

Esse sangramento pode ocorrer por trauma ou sem nenhuma razão aparente.

São os cortes na pele que mais demoram para cessar.

 

 

 

Tratamento da Hemofilia

 

É um procedimento relativamente simples o tratamento da hemofilia.

A reposição intravenosa do fator deficiente, que no caso é o sangue, é o mais indicado.

Para que o tratamento seja eficaz, todo e qualquer remédio que o paciente for tomar precisa ser avaliado pelo médico.

Isso porque existem muitas substâncias anticoagulantes que podem agravar a situação da hemofilia, e elas não estão presentes nos medicamentos próprios para esse tratamento.

 

Hemofilia - Você Sabe O que é? Conhece seus Sintomas?

Hemofilia – Você Sabe O que é? Conhece seus Sintomas?

 

Curiosidades sobre a hemofilia

 

Você sabia que a hemofilia é dividida em dois tipos diferentes?

As pessoas que tem o tipo A são deficientes do fator 8.

Já as do tipo B não contam com o fator 9.

Os sangramentos não mudam em ambos os casos, mas a gravidade deles depende da quantidade de cada fator que está presente no plasma (55% da composição do sangue).

(Entenda mais sobre esses tipos e fatores neste artigo)

 

 

 

Doação de Sangue

 

Não existe substância nenhuma no mundo capaz de substituir o sangue humano, então quando uma pessoa precisa de transfusão, ela precisa de sangue humano.

Ele é um composto formado por células que levam oxigênio a cada pedacinho do corpo…

…Por células que defendem o nosso organismo e que nos impede de perder todo o sangue circulante.

Na hora de doar sangue, não fique preocupado com a quantidade que será removida de você.

Esta é justamente a quantia certa – aproximadamente 450 ml – que seu corpo pode perder sem sofrer qualquer sequela.

Uma pessoa adulta tem uma média de 5 litros de sangue, e o corpo produz a quantidade doada logo após o procedimento.

Doar sangue não afeta, não prejudica e não agrava o quadro de quem é hemofílico.

Antes da doação será feita uma entrevista com você e todo tipo de pergunta será feito.

Por exemplo:

  • se você tem AIDS,
  • se tem uma grande variedade de parceiros sexuais,
  • se já teve hepatite,
  • se é hipertenso…

 

Responda tudo com sabedoria e sem medo de ser sincero.

 

A perguntas são feitas apenas com o intuito de avaliar se o sangue que você está doando poderá ser usado depois.

Confira abaixo quais são os requisitos para poder doar.

  • Primeiramente, se uma pessoa está com dor de cabeça, tonturas ou quaisquer sintomas de doenças corriqueiras como garganta inflamada, gripe ou resfriado, é interessante que ela se trate primeiro.
  • É necessário estar em dia com a saúde para doar.
  • Outra coisa é a apresentação do documento original com foto, válido em todo território nacional.
  • Por fim, é necessário ter entre 19 e 65 anos de idade e mais de 50 quilos.

Não vá doar sangue em jejum e é bom repousar por pelo menos seis horas na noite anterior à doação.

Não pode tomar bebida alcoólica por pelo menos doze horas antes…

Não fumar até duas horas antes.

Não ingerir alimentos gordurosos.

As pessoas que têm profissões de risco como pilotos, paraquedistas, mergulhadores, caminhoneiros e quem fica muito tempo em andaimes precisam ficar pelo menos 12 horas sem exercer esses trabalhos antes de ir doar.

Para ser barrado na doação só se a pessoa teve hepatite depois dos 10 anos de idade, se for uma mulher grávida lactante, pessoas expostas à doenças transmissíveis pelo sangue como a AIDS, hepatite, sífilis e chagas, usuários de drogas e quem teve recentemente uma relação sexual com parceiro desconhecido, eventual ou sem preservativos.

O mais legal da doação é que você recebe um lanchinho tanto antes quanto depois da doação!

Alguns testes para AIDS, sífilis e outras doenças serão feitos para garantir a saúde plena do doador e o passo seguinte é partir para o abraço!

 

 

 

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.