Scroll Top

Hepatite B Tratamento gratuito no SUS

Hepatite B Tratamento gratuito no SUS

Hepatite B – Tratamento gratuito no SUS

Hepatite B é uma doença infecciosa transmitida pelo vírus HBV e que ataca as células do fígado. A pessoa infectada por esse vírus pode desenvolver diferentes formas da doença, como hepatite aguda, hepatite crônica e, em poucos casos, hepatite fulminante.

No caso de hepatite aguda com uma boa resposta do sistema imunológico do paciente, a doença é sanada, já um sistema debilitado com uma resposta insuficiente pode levar à hepatite crônica, que, por sua vez, pode causar cirrose e até mesmo câncer de fígado.

O HBV pode sobreviver por longos períodos em objetos contaminantes, já seu período de incubação dura de um a quatro meses. Uma vez instalado, a doença evolui para seu primeiro estágio, o agudo, e em 25% dos casos o doente apresenta febre, cansaço, colúria, urticária, falta de apetite e icterícia (pele e conjuntiva dos olhos com cor amarela).

Os casos de hepatite crônica podem ocorrer caso o organismo não combata bem o vírus, mesmo pacientes assintomáticos podem desenvolver a hepatite crônica.

"hepatite b tratamento gratuito"

Hepatite B Tratamento Gratuito Distribuição da Hepatite B pelo mundo.

O diagnóstico da hepatite B é baseado na coleta de sorologias sanguíneas e diferentes métodos podem ajudar a diferenciar os estágios evolutivos da doença, assim como identificar os anticorpos no organismo do paciente.

Transmissão da Hepatite B

A transmissão do vírus da hepatite B pode dar-se por diversas maneiras, ele está presente na saliva, sangue, sêmen, secreções vaginais e leite materno da pessoa infectada.

O contágio pode ser de mãe para feto durante a gestação, durante e após o parto, contato direto de ferimentos na pele e mucosas com sangue ou secreções infectadas, uso de drogas injetáveis, uso de objetos pessoais contaminados (lâminas de barbear, cachimbos) e também por relações sexuais.

A quantidade de vírus presente nas secreções sexuais é muito alta, por isso o risco de transmissão pelo sexo é muito elevado, enquadrando a Hepatite B no quadro de DST.

A prevenção é feita por meio da vacinação, uso de camisinha nas relações sexuais e cuidado ao compartilhar objetos de uso pessoal.

Hepatite B Tratamento Gratuito  

A Hepatite pode ser tratada de maneira paliativa e, em alguns casos com antivirais. Infelizmente em alguns estados pode ser um pouco mais complicado conseguir o tratamento gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), pode haver a necessidade de o paciente entrar com uma ação judicial para garantir o tratamento gratuito da hepatite B.

Antes de entrar com uma ação judicial, o paciente deve solicitar o tratamento na esfera administrativa na secretaria de saúde do seu estado ou município, por meio de formulários devidamente preenchidos, cópias de documentos pessoais e exames que comprovem a doença e a necessidade dos medicamentos, os formulários a serem preenchidos são fornecidos pelo médico infectologista do SUS.

Tudo isso será devidamente analisado e, se comprovada a necessidade do tratamento, o SUS entrará em contato com o doente para dar procedimento à entrega dos medicamentos.

Em alguns casos a resposta é negativa ou demora diversos meses, sendo assim, vale a pena começar um processo judicial para garantir os direitos do enfermo.

Deve-se solicitar a possibilidade de assistência judiciária gratuita na Defensoria Pública ou no Ministério Público e então entrar com uma ação para que o juiz conceda em pouco tempo os medicamentos necessários para o tratamento gratuito da hepatite B.

O Ministério Público é o melhor caminho.

O Ministério da Saúde possui um Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para o Tratamento da Hepatite Viral Crônica B e Coinfecções, o qual normatiza os procedimentos médicos a serem tomados em caso de incidência da doença, assim como os medicamentos indicados para cada caso.

Os medicamentos recomendados pelo MS para tratamento da hepatite B crônica são: interferon-alfa, interferon-alfa peguilado, lamivudina, tenofovir, entecavir e adefovir, cujo objetivo é reduzir o risco de avanço da doença.

G1  SUS amplia a faixa etária de vacina para Hepatite B de 29 para 49 anos

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.