Scroll Top

Hepatite D, E, F e G Casos Especiais

Hepatite D, E, F e G Casos Especiais

Hepatite D, E, F e G Casos Especiais

 

 

Além das hepatites virais A, B e C, existem outros tipos   menos comuns, as Hepatite D, E, F e G Casos Especiais, que dificilmente são mencionadas, mas que estão por aí e precisam ser evitadas.

Neste artigo, vou falar sobre cada um destes casos especiais de hepatite, dando uma breve descrição de cada uma delas.

Hepatite D, E, F e G Casos Especiais

 

Hepatite D

Também conhecida como hepatite Delta, é causada pelo vírus VHD, que se instala sempre em parceria com a hepatite B, potencializando os efeitos desta.

A transmissão ocorre da mesma maneira que a hepatite B:

Ocorre por meio de:

  • relações sexuais sem preservativos;
  • mães infectadas que passam para seus bebês no parto;
  • compartilhamento de itens de uso pessoal, como
  • seringas,
  • agulhas,
  • lâminas de barbear e
  • alicates de cutículas, entre outros; e
  • por transfusão de sangue contaminado.

No caso da transfusão de sangue, atualmente este risco é quase zero, pois os bancos de sangue fazem os exames necessários para detectar qualquer tipo de anomalia no sangue do doador antes de destinar ao uso de pacientes.

Os sintomas da hepatite D são, em geral,

  • cansaço,
  • tontura,
  • enjoo,
  • vômito,
  • febre,
  • dor abdominal,
  • icterícia,
  • urina escura e fezes claras

Entretanto, em muitos casos ela pode ser assintomática.

Hepatite D, E, F e G Casos Especiais

Hepatite D, E, F e G Casos Especiais – Wikipedia

 

A infecção pelo vírus VHD pode correr de duas maneiras:

 

Infecção simultânea: apresenta-se juntamente com a hepatite B na forma aguda, potencializando seus efeitos.

O tratamento é realizado para a hepatite B e D ao mesmo tempo, não havendo diferença nos cuidados.

Infecção em pacientes com hepatite B crônica: apresenta-se de forma grave, podendo evoluir para uma cirrose hepática, por isso deve ser tratada com a maior brevidade possível.

Hepatite E

A hepatite E é causada pelo vírus VHE, sendo bastante comum na África e na Ásia e rara no Brasil.

A causa da hepatite E é o contato com alimentos e água contaminada com dejetos fecais, levando à infecção, assim como a hepatite A.

Os sintomas também são semelhantes aos da hepatite A, como:

  • cansaço,
  • tontura,
  • enjoo,
  • vômitos,
  • febre,
  • dores abdominais,
  • icterícia,
  • urina escura e
  • fezes claras.

Seu diagnóstico se dá por meio de exames de sangue que detectam a presença de anticorpos para o vírus VHE.

Para prevenir a hepatite E é preciso ter hábitos saudáveis de higiene e medidas básicas de saneamento.

Hepatite F

A hepatite F é um subgrupo da hepatite C, tendo sido transmitida a macacos da espécie Rhesussp. em laboratório, de forma experimental.

Não existem relatos de humanos infectados pela hepatite F, por isso sua existência ainda é contestada.

Hepatite G

A hepatite G é um vírus mutante da hepatite C, sendo transmitida pelo sangue.

Comum em usuários de drogas injetáveis, devido ao compartilhamento de agulhas contaminadas…

…Ela é assintomática e não possui tratamento específico, pois é uma forma branda de hepatite.

O diagnóstico da hepatite G se dá por meio de exames de sangue e sua transmissão pode se dar, além do:

  • compartilhamento de seringas,
  • pela prática de relações sexuais sem preservativos;
  • pela transfusão de sangue e durante o parto, passando de mãe para filho.

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.