Junte-se a mais de 180.000 leitores inteligentes e receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis para estar mais saudável (é grátis)!

O que é Rosácea?

 

Rosácea

Rosácea

Rosácea é uma doença de pele bastante comum, que infelizmente não tem cura.

Afeta mais mulheres do que homens e costuma aparecer entra os trinta e os cinquenta anos.

O que acontece é o aparecimento de manchas avermelhadas na região das bochechas, da testa e do queixo.

No começo, parece aquele vermelhão que ficamos quando saímos no sol..

…Mas com o passar do tempo as manchas permanecem e tornam-se mais evidentes.

Ela pode piorar com o passar do tempo, o que acaba afetando não a saúde física, mas a psicológica.

Normalmente, acaba com a autoestima de uma pessoa.

Porém, nada de pânico.

Rosácea tem tratamento e é possível controlar, sem estresse.

 

Quais os tipos de rosácea que acometem a pele?

 

rosacea-tratamento-cura-dica

 

 

São cinco tipos de rosácea conhecidos: eritemato telangectasia, pápula pustulosa, fimatosa, ocular e granulomatosa, podendo os tipos se misturarem, formando outras combinações.

 

Eritemato Telangectasia

Apele fica avermelhada, rosada e aparecem vasinhos no rosto, principalmente no centro do rosto, nas laterais do nariz.

A pessoa que sofre desse tipo de rosácea pode sentir a pele pinicar ou queimar.

Ela fica mais sensível e não é recomendável usar cremes abrasivos nem ácidos.

 

 

Pápula Pustulosa

Além da vermelhidão, as lesões pápulo-pustulosas aparecem também, e são muito parecidas com espinhas.

Como lembra muito a acne, esse tipo da rosácea ganhou o apelido de acne rosácea.

Esse tipo é mais comum em homens, e tem épocas de surto e alívio.

 

 

Rosácea Fimatosa

É o tipo mais raro.

A pele fica endurecida, grossa e avermelhada, com poros aumentados.

Ela causa o aumento de infiltração das glândulas sebáceas do nariz.

Ocorre mais com os homens entre cinquenta e sessenta anos.

O nariz pode até dobrar de tamanho e o queixo pode acabar afetado, também.

 

Ocular:

Esta atinge os olhos, e cerca de 20% dos casos são descobertos através do oftalmologista, em vez do dermatologista.

O que acontece é uma inflamação ou blefarite, na área dos cílios.

Há uma descamação da área e é o tipo mais grave da doença, porque pode evoluir para a cegueira completa.

 

Granulomatosa:

Aparecem pequenos nódulos de cor castanha no rosto.

Alguns pacientes ainda podem ter lesões em outras partes do corpo.

É um diagnóstico relativamente difícil e o dermatologista tem que ser muito bom para descobrir.

Assim como o diagnóstico, o tratamento também é um tanto quanto difícil.

 

 

E o que pode provocar uma piora?

 

É um mistério até hoje, porém alguns estudos indicam que existe uma combinação de fatores hereditários e ambientais.

Muitos fatores podem agravar o quadro de um paciente, aumentando o fluxo sanguíneo para a área da face.

Quanto mais sangue na região do rosto, pior para o agravamento da doença.

Outros fatores que pioram a doença:

  • são os alimentos quentes – ou picantes – e
  • bebidas quentes,
  • temperaturas muito baixas ou muito altas,
  • ingestão de bebidas alcoólicas,
  • exposição ao sol,
  • sentimentos de raiva ou vergonha,
  • exercícios físicos,
  • saunas,
  • uso de medicamentos corticosteroides e
  • dilatadores de vasos sanguíneos.
  • Alguns medicamentos de pressão arterial também podem atrapalhar.

Evitando tudo isso, é possível frear a doença.

 

.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Your SEO optimized title page contents