Scroll Top

Tromboembolismo Venoso

Tromboembolismo venoso

Tromboembolismo venoso

 

O tromboembolismo venoso é um termo advindo da mistura de duas doenças… Trombose venosa profunda e a embolia pulmonar

…Ambos os termos se referem à obstrução de vasos sanguíneos, mas com diferença de localização.

Não sei se vocês sabem, mas infarto e acidente vascular cerebral também consistem no entupimento de vasos… Que podem levar uma pessoa a óbito.

Os nomes mudam porque os órgãos onde ocorrem também mudam… Mas ambos ocorrem por problemas na circulação sanguínea… E precisam ter nosso cuidado

 

.

Explicando o tromboembolismo venoso

 

Pois bem, a trombose venosa profunda trata-se da coagulação do sangue em veias profundas… Principalmente nos membros inferiores.

As causas podem derivar de algum problema com o sangue mesmo, que passa a coagular com mais facilidade, porém, outros motivos são aparentes.

Uma pessoa que fuma muito pode ser vítima de uma trombose…

… Isso porque as partículas de nicotina e outras substâncias do cigarro que caem na corrente acabam se prendendo às paredes dos vasos…

Isso faz com que eles fiquem mais espessos por dentro, diminuindo o espaço para a passagem do sangue.

Da mesma forma, uma pessoa que tem a dieta desequilibrada, rica em açúcares e gordura e pobre em fibras, também está sujeita a sofrer uma trombose profunda.

A circulação nos membros inferiores é naturalmente prejudicada, por questões gravitacionais.

O sangue desce tranquilamente até os pés, mas para subir a dificuldade é maior.

É comum pessoas que passam muito tempo em pé sentirem dores nas pernas.

Descansar um pouco com as pernas elevadas pode ajudar.

Portanto, para evitar uma trombose profunda, ou qualquer outro entupimento de vasos e veias, é importantíssimo manter:

  • uma dieta equilibrada,
  • fazer exercícios físicos e principalmente,
  • não fumar.

 

Tudo isso contribui para uma vida mais longa e com mais qualidade.

Já a embolia pulmonar se trata da obstrução das artérias pulmonares, também causadas por coágulos.

 

Outras causas…

Além das causas prováveis que já citei ali em cima, o tromboembolismo venoso também tem outras origens.

Algumas delas são:

  • cirurgia,
  • obesidade,
  • trauma,
  • idade avançada,
  • câncer,
  • o uso de anticoncepcional,
  • gravidez e pós-parto e até
  • varizes.

 

As varizes são um sinal de que a circulação não está bem, e por isso se você estiver sentindo dores nas pernas – mesmo se os vasinhos não aparecerem – é importante buscar ajuda médica.

Infelizmente, é uma doença comum, mas se não for tratada corretamente pode matar uma pessoa.

Apesar de ser a combinação de dois problemas, o tromboembolismo venoso é considerado uma única condição, tendo tratamentos combinados.

 

 

Como o sangue coagula?

 

Quando a gente é criança, vivemos nos machucando. Mil vezes machuquei meu joelho andando de bicicleta ou jogando bola na rua.

Quando sofremos qualquer ferimento que rompa as camadas mais profundas da pele, ele necessariamente vai atingir os vasos sanguíneos…

… Isso faz com que se rompam e comecem a extravasar.

Porém, componentes do sangue (fibrina e plaquetas) se juntam para conter o sangramento.

Aquela casquinha que se forma para proteger o ferimento é uma mistura de sangue coagulado com uma proteína e plaquetas. (Pode entender melhor neste artigo aqui).

Por isso quando arrancamos a casquinha, ele volta a sangrar.

No caso das tromboses, conta muito a qualidade do nosso sangue…

…Ou seja, o que estamos comendo, como e se estamos nos exercitamos, e se carregamos alguma doença crônica.

Tudo isso afeta a saúde do sangue.

 

 

Sintomas do tromboembolismo venoso

 

A doença pode apresentar uma série de sintomas, entre eles:

  • inchaço,
  • dor,
  • calor,
  • vermelhidão,
  • rigidez da musculatura onde o trombo se formou,
  • escurecimento da pele,
  • endurecimento do tecido subcutâneo e
  • eczemas.

 

 

Tratamento

 

O tratamento do tromboembolismo venoso cuida de aliviar os sintomas como a dor e o inchaço… controlar a formação de coágulos e diminuir a possibilidade de óbito.

Os medicamentos são ministrados geralmente por via oral e intravenosa, e o médico precisa acompanhar o paciente de perto.

O laboratório Bayer vem desenvolvendo pesquisas para analisar a ocorrência do tromboembolismo venoso em mulheres que fazem uso de anticoncepcional…

… Durante essas pesquisas foi descoberto que usar a drospirenona ou levonorgestrel diminui consideravelmente a incidência da obstrução de vasos.

Entretanto, a ANVISA alerta do risco de ocorrência do tromboembolismo venoso e pulmonar em mulheres que usam a drospirenona ou levonorgestrel.

 

Tromboembolismo venoso

Tromboembolismo venoso

Porque as mulheres tem uma predisposição maior à desenvolver o tromboembolismo?

 

Pois é, infelizmente elas nascem com uma maior propensão a ter problemas genéticos que propiciam a trombose.

Hormônios femininos tendem a aumentar a coagulação.

O fator da hereditariedade também influencia… Portanto, é bom prestar atenção caso já existam casos anteriores na família com tromboembolismo venoso.

Assim como todas as doenças, descobrindo precocemente as chances de conviver de maneira pacífica com o problema são muito grandes.

O simples uso de medicamentos anticoagulantes pode resolver uma grande parcela dos problemas e ainda previne a embolia pulmonar…

… Além de controlar outras complicações.

Outra maneira de conviver com a doença é praticar exercícios físicos…

… Atividades físicas garantem um aumento da qualidade de vida e brecam a ação da doença.

Caminhar por pelo menos meia hora todos os dias já estimula a circulação e aumento o fluxo sanguíneo… E impede a formação de coágulos.

Mais uma dica: meias de alta compressão…

… Elas são ótimas para aliviar a dor e auxiliam no tratamento.

A intensidade da compressão vai depender de como está o seu quadro de tromboembolismo e do que o médico vai opinar.

Siga sempre as recomendações médicas, elas são valiosas e feitas somente para o seu bem-estar.

Uma dica final; se um dia você ou alguma pessoa próxima de você for diagnosticada com o tromboembolismo venoso, não se apavore… O diagnóstico é sério sim. Mas, antes ficar sabendo no início e começar a fazer o tratamento do que ir levando com a barriga e acabar morrendo repentinamente.

Não subestime o poder dessa doença, mas também não permita que ela te derrube.

Seguindo o tratamento certinho, as pessoas podem conviver de forma tranquila, e quiçá alcançar uma cura.

 

Doença grave: consulte um médico para receber orientação

Observação: as informações exibidas descrevem o que geralmente acontece com uma condição clínica, mas não se aplicam a todas as pessoas. Essas informações não são uma consulta médica. Portanto, entre em contato com um profissional da área de saúde se você apresentar um problema médico. Se você acredita ter uma emergência médica, ligue para seu médico ou para um número de emergência imediatamente. (Google Searchs) PDF

 

 

 

 

loading...

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.